Prefeitura do Rio deixa favelas fora de mapas oficiais dados a turistas

Com isso, deixa de fora 1,4 milhão de pessoas, mais de 20% da população da cidade

Por Notícia ao Minuto 12/09/2017 - 07:36 hs
Foto: Marcelo Horn/ GERJ

Prefeitura do Rio continua não incluindo as favelas cariocas em mapas distribuídos a turistas. Com isso, deixa de fora 1,4 milhão de pessoas, mais de 20% da população da cidade, segundo dados do IBGE de 2010.

A versão mais recente de um folheto distribuído pela secretaria de Turismo não mostra favelas como a Rocinha, Dona Marta, Cantagalo e Babilônia, todas na zona sul da cidade, perto de lugares turísticos, como as praias de Ipanema e Copacabana. No lugar dessas favelas há florestas ou manchas em branco.

A prática é a mesma pelo menos desde 2013, quando esses mapas foram distribuídos durante a Copa das Confederações. O mesmo material foi disponibilizado durante a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, em 2016. Desde então, a Prefeitura atualizou apenas os equipamentos de mobilidade urbana nos mapas já existentes.

Em nota, a secretaria de Turismo afirma que cabe à empresa contratada para a prestação do serviço conceber os mapas e diz que nos mesmos postos em que eles estão disponíveis é distribuída também a revista da Riotur, com conteúdo que divulga amplamente o turismo nas favelas da cidade.

A empresa cartográfica, que fica no Paraná, não foi encontrada pela reportagem até as 18h desta segunda (11). Com informações da Folhapress.